Melville Dewey o pai do CDD

Melville Louis Kossuth Dewey nasceu em 10 de dezembro de 1851. Era o caçula de cinco filhos. Foi um bibliotecário norte-americano. Viveu 80 anos, após janeiro de 1906, Melvil Dewey não parou totalmente de trabalhar na biblioteconomia, mas entrou em um estado de quase aposentadoria, pois não era mais o bibliotecário ativo de antes. Dewey morreu em 26 de dezembro de 1931 (Lake Placid, Nova Iorque) devido a um derrame cerebral, mas seu legado sobreviveu ao tempo e até hoje o sistema de classificação por ele inventado, a CDD, é o mais utilizado nas bibliotecas de todo o mundo.

A sua história começa cedo, aos cinco anos, quando arrumou a dispensa da mãe de forma sistemática. Depois disso não parou mais, foi para o colégio Amherst College, de Amherst, Massachussetts, onde conseguiu, em 1872, o cargo de assistente de biblioteca, apresentando, no ano seguinte, um plano de reorganização da biblioteca daquele Colégio de maneira mais sistemática.  Quatro anos após, e já como assistente, publicou anonimamente uma obra que iria revolucionar a Biblioteconomia. Com uma carreira brilhante em 1887 fundou a primeira escola de Biblioteconomia dos Estados Unidos (Columbia Unversity).

A primeira edição da CDD, era apenas um esboço do que viria a se tornar o Sistema, foi publicada anonimamente, e ainda sem o nome com que se tornaria famosa:  Decimal Classification and Relative Index.  A partir da segunda edição, de 1885, foi estabelecido um padrão notacional (e viria a se manter basicamente inalterado) para todas as edições subsequentes, da mesma forma que ficou definitivamente consagrado o arranjo sistemático, que conhecemos. A técnica de classificação mais utilizada pelos bibliotecários é a CDD – Classificação Decimal de Dewey, que utiliza a numeração decimal, partindo do desdobramento de um tema geral para o específico.

A CDD que conhecemos é dividida em 4 volumes, sendo que o volume 1 se refere às tabelas auxiliares, volume 2 e 3 aos esquemas e tabelas principais, volume 4 o índice. Nos dias de hoje a CDD é composta por 20 mil entradas, com versões em Inglês, Espanhol, Francês. É uma classificação decimal que comporta dez classes principais.

Deixe um comentário

 

A distribuidora de livros Vértice Books atende Bibliotecas de Instituições Públicas e Privadas, Colégios e Empresas com dedicação e profissionalismo buscando a satisfação das necessidades de seus clientes.
O objetivo do blog Vértice Books é levar informações aos bibliotecários com notícias da área de biblioteconomia e afins. Conheça também o SAB - Serviço de Apoio ao Bibliotecário: departamento de atendimento exclusivo às instituições de ensino superior.