BIBLIOTECONOMIA: PROFISSÃO DE ORGANIZADORES DE CONHECIMENTO

CONHEÇA OS PROFISSIONAIS DESSA ÁREA, RESPONSÁVEL POR ORGANIZAR E CLASSIFICAR – ANALÓGICA OU DIGITALMENTE – OS OBJETOS E AS INFORMAÇÕES

Preciso te perguntar algo bem legal!

Mas o que você reúne, exatamente?

Insetos? Livros? Papéis de carta? Fotos? Figurinhas? Camisetas de times de futebol?

Já peço desculpas pelo montão de perguntas, mas é que também adoro colecionar!

Para além de guardar tantas coisas cheias de história, porém, o que mais me deixa curioso é o seguinte: qual seria o melhor modo de organizar nossos objetivos prediletos?

Afinal, cada um deles tem formato, cores, e… histórias beeeeeem diferentes, né?!

Ops! Ao lembrar disso tudo, outra dúvida acaba de aparecer em minha mente: existirá, no mundo, um profissional especializado em reunir, classificar, organizar e ampliar o acesso às coisas e informações criadas, principalmente, pela humanidade?

O professor Carlos Alberto Ávila Araújo, da Escola de Ciência da Informação da Universidade Federal de Minas Gerais, a UFMG, nos lembra que há, sim, um campo de atuação – institucional e profissional – que se marca por tal preocupação pública.

Trata-se da Biblioteconomia, campo do saber existente há séculos, que, inicialmente, voltou-se aos processos da preservação e da guarda dos registros do conhecimento humano.

“Ao longo do tempo, a área passou a privilegiar questões de organização e classificação da informação”, conta ele.

Já em nosso tempo, o século XXI, a Biblioteconomia resolveu enfatizar problemas de disseminação e acesso.

“Hoje, quando já existe amplo acesso à informação, a área se volta mais a questões relativas ao efetivo uso da informação, ao desenvolvimento de competências informacionais, pelas pessoas, e às possibilidades de criação de conhecimento nas comunidades”, explica Carlos Alberto.

MULTIPLICIDADE

Ah! Importante destacar, ainda, a “Ciência da Informação”, campo de pesquisas e estudos sobre todas as dinâmicas de produção, circulação e uso de informações nas sociedades contemporâneas, além da atuação de diferentes instituições, serviços e produtos que agem em tais processos: bibliotecas, arquivos, museus, motores de busca, redes sociais, mídias etc.

OK, MAS O QUE FAZEM, EXATAMENTE, OS “CIENTISTAS DA INFORMAÇÃO”?

Eles atuam em vários contextos!

“Os principais são universidades e centros de pesquisa, mas também em empresas – para gestão de informações –, bibliotecas, arquivos, museus, centros de memória e de cultura, bem como em ambientes de geração de tecnologia da informação, redes sociais, repositórios institucionais e periódicos científicos”, explica o professor.

 

Os campos temáticos de pesquisa e atuação também são supervariados!

Os profissionais da área desenvolvem, por exemplo, estudos “cientométricos” – e, mais recentemente, altmétricos.

“Investem, ainda, em folksonomias e indexação social, desenvolvimento de políticas de informação, cultura e memória, curadoria digital, gestão do conhecimento e cultura organizacional, além de humanidades digitais”, completa.

PESQUISA

Como bem lembra Carlos Alberto, para ser pesquisador, é necessário estar constantemente atualizado, ao ficar de olho na produção na área investigada, por meio de periódicos científicos, congressos, e, até mesmo, via redes sociais

“Também é preciso manter-se em sintonia com os fatos e fenômenos cotidianos, nas dimensões política, cultural, social, tecnológica, econômica, para, assim, acompanhar as mudanças ocorridas nas dinâmicas informacionais”, explica.

Além de tudo isso, o cientista precisa – é claro! – não parar de desenvolver estudos, individuais ou em equipes.

“Hoje, cada vez mais, há grupos de pesquisa com pessoas de instituições diferentes – e, por vezes, de estados ou países distintos. Normalmente, os pesquisadores estão vinculados a programas de pós-graduação, e atuam, também, como professores. Eles ministram aulas e palestras, além de orientar o desenvolvimento de dissertações de mestrado e teses de doutorado”, esclarece o professor.

 

FONTE: http://www.crb8.org.br/biblioteconomia-profissao-de-organizadores-de-conhecimento/?fbclid=IwAR0YZAk_gHbMZwDiYOUkCBwydlflpS5GBndLmCJLZrz6T18WOtS14DkLRq8

Deixe um comentário

 

A distribuidora de livros Vértice Books atende Bibliotecas de Instituições Públicas e Privadas, Colégios e Empresas com dedicação e profissionalismo buscando a satisfação das necessidades de seus clientes.
O objetivo do blog Vértice Books é levar informações aos bibliotecários com notícias da área de biblioteconomia e afins. Conheça também o SAB - Serviço de Apoio ao Bibliotecário: departamento de atendimento exclusivo às instituições de ensino superior.